Atitude: a arma contra a dengue, chikungunya e zika

« MAIS NOTÍCIAS


19/10/2015

Sem o aedes aegypt, não existe a doença. Por isso, a melhor forma de prevenção é o combate aos focos do mosquito, eliminando os lugares que possam acumular de água, locais propícios para a criação do mosquito. Não se pode dar trégua ao combate,  principalmente, neste período de chuvas. Não deixe acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas de água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros locais. 
As doenças transmitidas pelo aedes aegypt, podem ser uma  graves e causar óbitos. Tome essa atitude: ajude no seu combate.

Conheça mais o mosquito.
O Aedes aegypti mede menos de um centímetro, tem aparência inofensiva, cor café ou preta e listras brancas no corpo e nas pernas.
Costuma picar nas primeiras horas da manhã e nas últimas da tarde, evitando o sol forte, mas, mesmo nas horas quentes, ele pode atacar à sombra, dentro ou fora de casa. Há suspeitas de que alguns ataquem também durante a noite. 
O indivíduo não percebe a picada, pois no momento da picada a pessoa  não sente dor e nem sente coçar. Só vai perceber que foi picado depois que o mosquito foi embora.